Insecurity in cervical cancer controlling actions: the nurse’s role in the family health strategy / Insegurança nas ações de controle do câncer de colo uterino: atuação do enfermeiro na estratégia de saúde da família

Jânia Cristiane de Souza Oliveira, Camila Beatriz Alves da Rocha, Jakeline Weigert da Cruz

Resumo


Objetivo:analisaras ações de controle do câncer de colo uterino (CCU) desenvolvidas pelo enfermeiro na Estratégia de Saúde da Família (ESF) em um município da região Sul de MatoGrosso.Métodos:trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva e com abordagem qualitativa, realizada em doze ESFs.Acoleta de dados ocorreu no período de maio a junho de 2017, com 12 enfermeiros,por meio de entrevistas semiestruturadas. Para a análise dos dados utilizou-se a Análise de Conteúdo de Bardin. A pesquisa foi aprovada por Comitê de Ética em Pesquisa em 26 de abril de 2017.Resultados:a análise dos dados resultou em duas categorias denominadas: “A insegurança na realização do exame Papanicolaou” e “Ações de Controle do CCU”. Conclusão: podemos concluir que embora os enfermeiros reconheçam a necessidade e relevância do rastreamento e diagnóstico precoce, a prática profissional relatada é bem divergente do preconizado pelo Ministério da Saúde.

Palavras-chave


Neoplasias do colo do útero, Teste Papanicolaou, Cuidados de Enfermagem.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT

Referências


Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Diretrizes brasileiras para o rastreamento do câncer do colo do útero. Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede. – 2. ed. rev. atual. Rio de Janeiro: INCA, 2016. 2. Pimentel AV, Panobianco MS, Almeida AM, Oliveira ISB. Percepção da vulnerabilidade entre mulheres com diagnóstico avançado do câncer do colo do útero. Texto contexto - enferm. [online]. 2011, vol.20, n.2, pp.255-262. ISSN 0104-0707. 3. Fernandes RAQ, Narchi NZ. Enfermagem e saúde da mulher. 2.ed. rev. e ampl. –Barueri, SP, 2013.p 155-177. 4. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Controle dos cânceres do colo do útero e da mama. 2. ed. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2013.124 p.: il. (Cadernos de Atenção Básica, n. 13) 5. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política nacional de atenção integral à saúde da mulher: princípios e diretrizes / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2009. 6. Moura ADA et al. Conhecimento e motivações das mulheres acerca do exame Papanicolaou: subsídios para a prática de enfermagem. Rev. Rene. Fortaleza, V. 11, n.1, p. 94-104, jan./mar.2010. 7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo Demográfico 2010 – Características Gerais da População. Resultados da Amostra. IBGE, 2010. Available at: http://www.censo2010.ibge.gov.br. 8. Bardin L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal: Edições 70; 2009. 9. Correio KDL, Ramos AIG, Santos RLG, Bushatsky M, Correio MBSCB. Controle do câncer do colo do útero: ações desenvolvidas pelo enfermeiro à luz do discurso do sujeito coletivo. J. res.: fundam. care. online 2015. Abr./jun. 7(2):2425-2439. 10. Viana LC, Geber S. Ginecologia – 3.ed. – Rio de Janeiro: MedBook, 2012.p 62. 11. Conselho Regional de Enfermagem (COREN) - MT. Legislação básica para o exercício profissional de enfermagem. Resolução COFEN 381/2011. Cuiabá: 2015, p. 162 e 163. 12. Viana MRP, Moura MEB, Nunes BMVT, Monteiro CFS, Lago E. Formação do enfermeiro para a prevenção do câncer de colo uterino. Rev. enferm. UERJ, Rio de Janeiro, 2013 dez; 21(esp.1): 624-30. 13. Montenegro LC, Brito MJM. Aspectos que facilitam a formação de enfermeiro em atendimento primário de saúde. Invest Educ. Enferm, 2011; 29 (2):238-47. 14. Almeida MCP; RODRIGUES, RAP; Furegato, ARF; Scochi, CGS. A pós-graduação na escola de enfermagem de Ribeirão Preto - USP: evolução histórica e sua contribuição para o desenvolvimento da enfermagem. Revista Latino-americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 10, n. 3, 2002. 15. Conselho Regional de Enfermagem (COREN) - MT. Legislação básica para o exercício profissional de enfermagem. Resolução COFEn 311/2007. Cuiabá: 2015, p. 162 e 163.

Received in: 21/10/2017 Required revisions: did not have Approved in: 18/01/2018 Published in: 01/07/2019

Corresponding author Jânia Cristiane de Souza Oliveira Address: Av. dos Estudantes, n° 5055,

Parque Sagrada Família, Rondonópolis,

Mato Grosso, Brazil Zip Code: 78.735-901 E-mail address: jania.ufmt@gmail.com

Disclosure: The authors claim

to have no conflict of interest.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil 2011-2022 / Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2011. 17. Conselho Federal de Enfermagem (COFEn). Parecer de Relator N° 190/2015. Coleta de material para realização de exame Papanicolau pela enfermagem. Teresina, 2015. 18. Filho LAF. O exame Papanicolau e o diagnóstico das lesões invasoras do colo de útero. 2011. 46f. Monografia (Pós-Graduação) - Curso de “Lato Sensu” em Citologia Clínica, Centro de Consultoria Educacional, Universidade Paulista, 2011. 19. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à saúde. Instituto Nacional do Câncer (INCA). Nomenclatura Brasileira para Laudos Citopatológicos Cervicais e Condutas Clínicas Preconizadas. Rio de Janeiro, 2005. 20. MELO, MCSC; Vilela, F; Salimena, AMO; Souza, IEO. O Enfermeiro na Prevenção do Câncer do Colo do Útero: o Cotidiano da Atenção Primária. Revista Brasileira de Cancerologia, Juiz de Fora, v. 58, n. 3, p. 389-98, 2012. 21. Hartz ZMA, Contandriopoulos AP. Integralidade da atenção e integração de serviços de saúde: desafios para avaliar a implantação de um “sistema sem muros”. Cad Saúde Pública. 2004;20(Supl 2):S331-S6. 22. Siqueira, AF. A busca pela adesão das mulheres ao exame de Papanicolau. 2014. 35f. Trabalho de conclusão de curso (Pós-Graduação) - Curso de Especialização em Atenção Básica e Saúde da Família, Universidade Federal de Minas Gerais, Montes Claros, 2014. 23. Oliveira JLT. Intervenções dos enfermeiros na atenção primária à saúde para prevenção do câncer de colo de útero. 2015. 130f. Trabalho de conclusão de curso (Mestrado) -Faculdade de Enfermagem Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado em Enfermagem, Universidade Federal de Juiz de Fora;Juiz de Fora, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i4.1072-1080 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge