Analysis of partogram completion as good obstetric practice in the monitoring of labor / Análise do preenchimento do partograma como boa prática obstétrica na monitorização do trabalho de parto

Tâmara Silva de Lucena, Ramon José Leal de Morais, Amuzza Aylla Pereira dos Santos

Resumo


Objetivo: analisar o preenchimento do partograma realizado por profissionais que prestam assistência ao trabalho de parto em um hospital escola referência materno- infantil do Vale do São Francisco. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo documental, retrospectivo e transversal de abordagem quantitativa realizada por meio da análise de 191 prontuários de parturientes assistidas na Instituição no ano de 2015. Os dados foram analisados no SPSS versão 20. Resultados: mostraram que apenas 40,6% dos prontuários tinham registro de abertura do partograma, a análise das variáveis verificadas no momento da abertura do partograma permitiu identificar que 99,5% foram iniciados na fase ativa do trabalho de parto. Apesar de um bom registro na sua abertura, os dados mostram que o processo de monitoramento do trabalho de parto ainda é pouco eficaz, pois 59,2% tiveram apenas um único registro. Conclusão: a utilização do partograma como uma boa prática obstétrica ainda é pouco utilizado nesta maternidade, faz-se necessário considerar seu registro como uma ferramenta no monitoramento do trabalho de parto para promover uma assistência adequada como recomenda o Ministério da Saúde.

Palavras-chave


Assistência, enfermagem obstétrica

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i1.262-267 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

Crossref Metadata User Badge