Mortality due to external causes in the state of Rondônia: time series analysis from 1999 to 2015 / Mortalidade por causas externas no Estado de Rondônia: análise de série temporal de 1999 a 2015

Priscilla Perez da Silva Pereira, kátia Fernanda Alves Moreira, Ana Cláudia Morais Godoy Figueiredo, Laís Xavier de Araújo

Resumo


Objetivo: Descrever a mortalidade por causas externas no Estado de Rondônia no período de 1999 e 2015. Método: Estudo de série temporal utilizando dados da Declaração de Óbito disponibilizados pela Agência de Vigilância em Saúde do Estado de Rondônia. Para a análise de tendência realizou-se regressão linear utilizando o pacote estatístico Stata®11. Resultados: Foram registrados no Estado de Rondônia 111.651 óbitos sendo 22,2% classificados como causas externas. O coeficiente médio de óbitos por esta causa no período foi 89,7 por 100.000 habitantes e desvio padrão de 6,5. A regressão linear apresentou um aumento anual nos óbitos por acidentes de trânsito de 2,1%, os óbitos por agressões tiveram um decréscimo anual de 1,98%, suicídios e outras causas externas permaneceram estacionárias. Conclusão: Os resultados evidenciaram a necessidade de fortalecimento das ações preventivas entre homens jovens e políticas públicas para redução de acidentes de trânsito no estado de Rondônia.


Palavras-chave


Mortalidade; Causas Externas; Estudos de séries temporais; Rondônia; Brasil.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT

Referências


Araújo EM, Costa MCN, Hogan VK, Mota ELA, Araújo TM, Oliveira NF. Diferenciais de raça/cor da pele em anos potenciais de vida perdidos por causas externas. Rev Saude Publica. 2009 abr; 43(3): 405-12.

Organização Mundial da Saúde (OMS). CID-10 Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde. 10 ed. São Paulo: Universidade de São Paulo; 1997.

Gonsaga RAT, Rimoli CF, Pires EA, Zogheib FS, Fujino MVT, Cunha MB. Avaliação da mortalidade por causas externas. Rev Col Bras Cir. 2012 jul-ago; 39(4): 263-267.

Rockett IRH, Regier MD, Kapusta ND, Coben JH, Miller TR, Hanzlick RL, et al. Leading Causes of Unintentional and Intentional Injury Mortality: United States, 2000–2009. Am J Pub Health. 2012 sep; 102(11): e84-e92.

Souza ER, Melo AN, Silva JG, Franco SA, Alazraqui M, Pérez GJG. Multicentric study of deaths by homicide in Latin American countries. Cienc Saude Coletiva. 2012 dec; 17(12): 3183-3193.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação em Saúde. Saúde Brasil 2010: uma análise da situação de saúde e de evidências selecionadas de impacto de ações de vigilância em saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

Caixeta CR, Minamisava R, Oliveira LMAC. Brasil VV. Morbidade por acidentes de transporte entre jovens de Goiânia, Goiás. Cienc Saude coletiva. 2010 jul; 15(4): 2075-84.

Melione LPR, Mello-Jorge MHP. Gastos do Sistema Único de Saúde com internações por causas externas em São José dos Campos, São Paulo, Brasil. Cad Saude Publica. 2008 aug; 24(8): 1814-1824.

Lignani LO, Villela LCM. Estudo descritivo sobre a morbidade hospitalar por causas externas em Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, Brasil, 2008-2010. Epidemiol Serv. Saude. 2013 abr-jun; 22(2): 225-234.

Ministério da Saúde (BR). DATASUS – Indicadores de Mortalidade [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2010 [citado 2018 mai 5]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?idb2011/c09.def

Messias KLM, Júnior JPB, Pegado MFQ, Oliveira LC, Peixoto TG, Sales MAC, et al. The quality of certification of deaths due to external causes in the city of Fortaleza in the State of Ceará, Brazil. Cien Saude Colet. 2016 apr; 21(4): 1255-1266.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Censo Demográfico 2010 [Internet]. Brasília: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2010 [citado 2018 mai 5]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ro/panorama

Antunes JLF, Cardoso MRA. Uso da análise de séries temporais em estudos epidemiológicos. Epidemiol Serv Saude. 2015 jul-set; 24(3): 565-576.

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde, Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Resolução Nº 466 de 12 de dezembro de 2012 [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. [citado 2018 mai 5]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde. Saúde Brasil 2014: uma análise da situação de saúde e das causas externas. Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

Bacchierii G, Barros AJD. Acidentes de trânsito no Brasil de 1998 a 2010: muitas mudanças e poucos resultados. Rev Saude Publica. 2011set; 45(5): 949-63.

Malta DC, Filho AMS, Montenegro MMS, Mascarenhas MDM, Silva MMA, Lima CM, et al. Análise da mortalidade por acidentes de transporte terrestre antes e após a Lei Seca – Brasil, 2007-2009. Epidemiol Serv Saude. 2010 out-dez; 19(4): 317-328.

Belon AP, León LM, Barros MBA, Almeida SDM, Restitutti MC. Tendência dos acidentes de trânsito em Campinas, São Paulo, Brasil: importância crescente dos motociclistas. Cad Saude Pública. 2012 jan; 28(1): 39-51.

Gawryszewski VP, Sanhueza A, Martinez-Piedra R, Escamilla JA, Souza MFM. Homicídios na região das Américas: magnitude, distribuição e tendências, 1999-2009. Cien Saude Coletiva. 2012 dez; 17(12): 3171-3182.

Filho AMS, Souza MFM, Carvalho CG, Malta DC, Alencar AP, Silva MMA, et al. Análise da mortalidade por homicídios no Brasil. Epidem Serv Saude. 2007 jan-mar; 16(01): 7-18.

Bastos MJRP, Pereira JA, Smarzaro DC, Costa EF, Bossanel RCL, Oliosa DMS, et al. Análise ecológica dos acidentes e da violência letal em Vitória, ES. Rev Saude Publica. 2009 fev; 43(1): 123-32.

Mascarenhas MDM, Barros MBA. Evolução das internações hospitalares por causas externas no sistema público de saúde, Brasil, 2002 a 2011. Epidemiol Serv Saude. 2015 jan-mar; 24(1): 19-29.

Minayo MCS. Seis características das mortes violentas no Brasil. Rev Bras Est Pop. 2009 jan./jun; 26(1): 135-140.

Brzozowski FS, Soares GB, Benedet J, Boing AF, Peres MA. Suicide time trends in Brazil from 1980 to 2005. Cad Saude Publica. 2010 jul; 26(7): 1293-1302.

Filho MM, Jorge MHPM. Características da morbidade por causas externas em serviço de urgência. Rev Bras Epidemiol. 2007 out; 10(4): 679-91.




DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v12.8501 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2020 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings