Being a woman and having an injured body: a study of social representations

Autores

  • Raiana Marinho Alves Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Evanilda Souza de Santana Carvalho Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Jeane Freitas de Oliveira Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia
  • Edna Maria de Araújo Universidade Estadual de Feira de Santana

DOI:

https://doi.org/10.9789/2175-5361.2014.v6i4.1513-1524

Palavras-chave:

Identidade de gênero, Gênero e Saúde, Enfermagem Holística.

Resumo

Objetivo: Discutir as representações sociais de mulheres com feridas crônicas sobre ser mulher e ter um corpo ferido e implicações dessas representações sobre as relações sociais. Métodos: Pesquisa qualitativa com mulheres com feridas crônicas, atendidas em unidades de saúde na Bahia que responderam a entrevista em profundidade e desenho-estória tema. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo temática. Resultados: As representações sobre ser mulher e ter um corpo ferido estão centradas em ideias e experiências que revelam estigmas, dor, tristeza, solidão, irritação, dependência e necessidade de aproximar-se com Deus. Conclusão: As representações das participantes interferem no modo de vestir, de relacionar-se consigo mesma e com as pessoas em seu entorno implicando em isolamento e solidão. As representações reproduzem estigmas sobre a imagem corporal que não atende a critérios de beleza e de saúde determinados social e culturalmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raiana Marinho Alves, Universidade Estadual de Feira de Santana

Enfermeira. Graduada pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Voluntária do Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre Desigualdades em Saúde (NUDES). Feira de Santana, Bahia, Brasil.

Evanilda Souza de Santana Carvalho, Universidade Estadual de Feira de Santana

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta do Curso de Graduação em Enfermagem da UEFS. Pesquisadora do NUDES.

Jeane Freitas de Oliveira, Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Associada do Departamento de Saúde Comunitária da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia. Pesquisadora e do Grupo de Estudos sobre a Mulher. Salvador, Bahia, Brasil.

Edna Maria de Araújo, Universidade Estadual de Feira de Santana

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Titular do Curso de Graduação em Enfermagem da UEFS. Pesquisadora e Coordenadora do NUDES. Feira de Santana, Bahia, Brasil.

Publicado

2014-10-01

Como Citar

1.
Alves RM, de Santana Carvalho ES, de Oliveira JF, de Araújo EM. Being a woman and having an injured body: a study of social representations. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) [Internet]. 1º de outubro de 2014 [citado 15º de julho de 2024];6(4):1513-24. Disponível em: https://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/2693

Edição

Seção

Artigo Original

Plum Analytics