The reconstruction of the subject of law and subjectivity in the context of psychosocial care

Autores

  • Elitiele Ortiz dos Santos Universidade Federal de Pelotas
  • Janaína Quinzen Willrich Universidade Federal de Pelotas
  • Luciane Prado Kantorski Universidade Federal de Pelotas
  • Carmen Terezinha Leal Argiles Universidade Federal de Pelotas
  • Valéria Crsitina Chistello Coimbra Universidade Federal de Pelotas
  • Beatriz Antunes Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.9789/2175-5361.2014.v6i4.1321-1334

Palavras-chave:

saúde mental, serviços de saúde, serviços de saúde mental, direitos humanos, subjetividade, reforma dos serviços de saúde

Resumo

Objetivo: Conhecer as contribuições do Serviço Residencial Terapêutico no processo da reconstrução de direito e subjetividade dos sujeitos, ex- internos do Hospital Psiquiátrico. Métodos: O estudo teve caráter descritivo e exploratório com abordagem metodológica qualitativa. Em 2010 foram realizadas entrevistas semi- estruturadas com 16 moradores dos Serviços Residenciais Terapêuticos do município de Caxias do Sul/RS. Resultados: Os moradores do residencial terapêutico são sujeitos, e têm a oportunidade de produzir sua subjetividade nos diferentes contatos proporcionados pela vivência no residencial e na sociedade. Os recursos humanos e materiais disponíveis no local proporcionam aos moradores o exercício e o gozo da cidadania, além de garantir o direito e a proteção destinada a pessoas em sofrimento psíquico. Conclusão: A atenção psicossocial reconstrói o sujeito que foi institucionalizado e o residencial terapêutico aparece como uma das principais ferramentas desse processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elitiele Ortiz dos Santos, Universidade Federal de Pelotas

Bacharela em Enfermagem pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel/2012). Especialista em Estratégia da Saúde da Família com Ênfase em Políticas Públicas. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem pela UFPel. Participa do grupo de pesquisa Enfermagem, Saúde Mental e Saúde Coletiva da UFPel .

Janaína Quinzen Willrich, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em bacharelado e licenciatura em enfermagem pela Universidade Federal de Pelotas (2005) e mestrado acadêmico em enfermagem pelo Programa de Pós-graduação da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas. Atualmente é Professor Assistente na Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas. Membro do Grupo de Pesquisa: Enfermagem, Saúde Mental e Saúde Coletiva desde 2003. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde da Família, atuando principalmente nos seguintes temas: reforma psiquiátrica, avaliação de serviços de saúde, centro de atenção psicossocial, saúde coletiva e saúde da Família.

Luciane Prado Kantorski, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal de Santa Maria (1986), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (1994) e doutorado em Enfermagem pela Universidade de São Paulo -EERP-Ribeirão Preto (1998). Atualmente é professora Associada I da Universidade Federal de Pelotas e Diretora da Faculdade de Enfermagem. Em 2005 e em 2009 realizou visita técnica e missão de trabalho na Universidade de Turim-Itália. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Avaliação de serviços de saúde mental, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde mental e saúde coletiva, enfermagem psiquiátrica e, enfermagem, reabilitação psicossocial e família.

Carmen Terezinha Leal Argiles, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Católica de Pelotas(1984), graduação em Licenciatura em psicologia pela Universidade Católica de Pelotas(1983), especialização em Especialização Multiprofissional Saúde da família pela Universidade Federal do Rio Grande(2006), especialização em Curso de administração em saúde Mental coletiva pelo Instituto Riograndino de Pesquisa e Investigação Social(1994), especialização em Psicopedagogia pela Universidade Federal de Pelotas(1989) e especialização em Atenção Psicossocial no Âmbito do Sistema Unico de pela Universidade Federal de Pelotas(2008). Atualmente é Psicologa da Prefeitura Municipal de Pelotas, Psicologa da Prefeitura Municipal de Rio Grande e Psicologa da Secretaria Estadual de Educação do RS.

Valéria Crsitina Chistello Coimbra, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em enfermagem pela Faculdade de Enfermagem e Obstetrícia da Universidade Federal de Pelotas (2001), Especialização em Educação Profissional na Área de Saúde (Enfermagem) pela Escola Nacional de Saúde Púlica Sérgio Arouca (2005), Mestrado (2003) e Doutorado (2007) em Enfermagem Psiquiátrica pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Atualmente é professora adjunta da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em saúde mental e saúde coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação de serviços de saúde, processo de trabalho, enfermagem psiquiatrica, saúde da familia, serviços de saúde mental, organização, planejamento e gestão de serviços de saúde, reabilitação psicossocial e familia.

Beatriz Antunes, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal de Pelotas (2012). Especialista em Estratégia da Saúde da Família com Ênfase em Políticas Públicas. Mestranda do Programa de Pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem de Saúde Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: enfermagem, saúde mental, promoção da saúde, serviços de saúde mental e visita domiciliar.

Publicado

2014-10-01

Como Citar

1.
Santos EO dos, Willrich JQ, Kantorski LP, Leal Argiles CT, Coimbra VCC, Antunes B. The reconstruction of the subject of law and subjectivity in the context of psychosocial care. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) [Internet]. 1º de outubro de 2014 [citado 15º de julho de 2024];6(4):1321-34. Disponível em: https://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/3112

Edição

Seção

Artigo Original

Plum Analytics