Prenatal assistance carried out by nurse: a pregnant woman look

Main Article Content

Samilla Gonçalves de Moura
Maria Maysa Marques de Melo
Edna Samara Ribeiro César
Vagna Cristina Leite da Silva
Maria Djair Dias
Maria de Oliveira Ferreira Filha

Resumo

Objetivos: Avaliar a consulta de pré-natal realizada pelo enfermeiro na ótica das gestantes e avaliar o conhecimento das gestantes sobre a importância da consulta de pré-natal. Métodos: Pesquisa exploratória, descritiva com abordagem qualitativa, desenvolvida com 20 gestantes, atendidas em uma Unidade de Saúde da Família no município de Tabira-PE, em novembro de 2010. Os dados foram coletados a partir de um questionário semi-estruturado e avaliados pela análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Diante do contexto apresentado, foi possível observar que as gestantes entrevistadas conhecem alguns dos motivos que fazem do pré-natal uma conduta importante a ser realizada durante a gestação. Observou-se ainda que as orientações dadas pela enfermeira durante a consulta são incipientes, diante dos diversos assuntos que devem ser abordados durante o pré-natal. Conclusão: A assistência garantida diante das fragilidades que limitam o desenvolvimento de uma atenção com qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Moura SG de, Melo MMM de, César ESR, Silva VCL da, Dias MD, Ferreira Filha M de O. Prenatal assistance carried out by nurse: a pregnant woman look. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de julho de 2015 [citado 4º de julho de 2022];7(3):2930-8. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/3542
Seção
Research
Biografia do Autor

Samilla Gonçalves de Moura, UFPB

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pelo Programa de Pós Graduação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduada pela UFPB. Especialista em Auditoria em Serviços de Saúde pela FACISA/CBPEX. Especialista em Preceptoria do SUS pelo Sírio Libanês. Especialista em Saúde da Família pela FIP/DNA. Membro do Grupo de Pesquisa em Saúde Mental Comunitária (GEPSMC) vinculado ao Programa de Pós-graduação da UFPB. Atuou na Estratégia Saúde da Família na Unidade Integrada do Grotão, João Pessoa/PB. Atuou como Apoiadora Técnica da Unidade de Saúde da Família Qualidade de Vida, João Pessoa/ PB. Realizou Qualificação em Gestores do SUS pela FIOCRUZ.

Maria Maysa Marques de Melo, Faculdades Integradas de Patos

Enfermeira. Graduação em Enfermagem - Faculdades Integradas de Patos ( Ano de conclusão: 2011). Especialização em Enfermagem do Trabalho - Faculdades Integradas de Patos. Especialização em Enfermagem em Saúde da Mulher (Ginecologia e Obstetrícia). 

Edna Samara Ribeiro César, Escola de Enfermagem Nova Esperança e da Faculdade de Enfermagem São Vicente de Paula

Enfermeira. Especialista em Saúde da Família pela FACISA. Mestre em Terapia Intensiva pelo Instituto de Terapia Intensiva. Professora da Escola de Enfermagem Nova Esperança e da Faculdade de Enfermagem São Vicente de Paula. Plantonista no Hospital Regional De. Janduhy

Vagna Cristina Leite da Silva, Universidade Federal do Piauí

Enfermeira, Doutoranda em Enfermagem pelo programa de Pós Graduação da Universidade Federal da Paraiba. É Mestre em Enfermagem pela UFPB, Possui graduação e licenciatura em Enfermagem pela UFPB, bem como graduação em Serviço Social. Especialista em Serviços de Saúde Pública pela FACISA . Atualmente é Docente na Faculdade de Enfermagem Nova Esperança e enfermeira no Hospital e Policlìnica Belarmino Correia - I GERES-PE. Participa do grupo de Estudo e pesquisa em saúde mental e comunitária (GEPSMC) vinculado ao programa de pós graduação em Enfermagem da UFPB.Membro da Rede Nacional de Pesquisa sobre Àlcool e Outras drogas da SENAD

Maria Djair Dias, Universidade Federal da Paraíba

Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - SP. Atualmente é Docente Associado do Departamento de Enfermagem Saúde Pública, e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFPB; com formação complementar em Reiki, Terapia Floral - USP e Terapia Comunitária - MISMEC - Ce . Atualmente é professora associada III da Universidade Federal da Paraíba, Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em História Oral e Saúde da Mulher e vice-lider do Grupo de Estudos e Pesquisa em Saúde Mental Comunitária - GEPSMEC, atuando na linha de pesquisa, políticas e praticas de saúde e enfermagem . Tem experiência na área de ensino, pesquisa e extensão. Coordena projetos de pesquisa e de extensão e faz assessoria na área de saúde mental a municípios paraibanos na implementação de projetos e programas de ação em saúde comunitária. Atua nas áreas de Saúde da Mulher, Saúde Comunitária e Terapias Complementares. Presta assessoria junto ao Ministério da Saúde e Grupo Curumim (ONG) no Programa Capacitação de Parteiras Tradicionais. Atualmente é vice-coordenadora de Polo de Formação em Terapia Comunitária Integrativa - MISC-PB.

Maria de Oliveira Ferreira Filha, Universidade Federal da Paraíba

Doutora em Enfermagem, formada pela Universidade Federal do Ceará (2002), Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (1994), Especialista em Enfermagem Pisiquiatrica pela UFPB (1982), e Graduada e Licenciada em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (1981). Atualmente é professora associada da Universidade Federal da Paraíba, Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa Saúde Mental Comunitária - GEPSMEC, atuando na linha de pesquisa, políticas e praticas de saúde e enfermagem . Tem experiência na área de ensino, pesquisa e extensão, com ênfase na saúde mental comunitária, tanto na graduação como na pós graduação. Coordena projetos de pesquisa e de extensão e faz assessoria na área de saúde mental a municípios paraibanos na implementação de projetos e programas de ação em saúde mental. É parecerista da Revista Eletrônica de Enfermagem, Texto e Contexto, Revista Gaúcha de Enfermagem. É terapeuta comunitária, formada pelo MISMEC/Ceará. Atuou como professora convidada na Escuela Nacional de Enfermería y Obstetrícia da Universidad Nacional Autónoma de México em 2005 e 2006 e é membro do Grupo de Enfermeiras Experts no Ensino de Enfermagem em Saúde Mental das Américas - OPS/OMS, desde 2003 e da ABRATECOM. Coordena o Pólo de Formação em Terapia Comunitária na Paraíba - MISC/PB.

 

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>