Internações por condições sensíveis à atenção primária após a implantação da estratégia saúde da família no município de Petrópolis/RJ Hospitalizations due to primary care sensitive conditions after family health strategy implementation on Petrópolis/RJ

Main Article Content

Camilla Zarlotti Scudese
http://orcid.org/0000-0002-2183-8510
Estêvão Scudese
http://orcid.org/0000-0002-7830-5416
Gilmar Weber Senna
http://orcid.org/0000-0002-4590-2716
Teresa Tonini
http://orcid.org/0000-0002-5253-2485
Taís Lopes
http://orcid.org/0000-0002-6308-6214
Carlos Pestana
http://orcid.org/0000-0001-6395-0829

Resumo

Objetivo: Quantificar as internações por condições sensíveis à atenção primária (ICSAP), comparando-as com a taxa bruta de internações e analisar sua frequência junto à cobertura do Programa Saúde da Família (PSF) em Petrópolis-RJ.

 

Métodos: Após consulta no SIH-SUS, obteve-se a taxa bruta de ICSAP entre 1999-2013. Foi estabelecida a razão entre a soma destas internações e o número de residentes no município, multiplicado por mil. O coeficiente de correlação de Pearson foi utilizado para a análise de correlação entre as variáveis.

 

Resultados: Houve redução de 54,4% nas ICSAP no período estudado. Observamos uma redução das CSAP sobre o total de internações de 19,9%, para 16,5%. A redução na taxa de ICSAP apresentou forte correlação com o aumento da cobertura do PSF.

 

Conclusão: As mudanças ocorridas são significativas e estimulam o aprofundamento do estudo da eficácia das estratégias como o PSF sobre a redução das ICSAP em diferentes municípios.

 

Descritores: Saúde Pública; Atenção Primária à Saúde; Estratégia Saúde da Família; Planos e Programas de Saúde; Avaliação de Programas e Projetos de Saúde; Hospitalização.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Scudese CZ, Scudese E, Senna GW, Tonini T, Lopes T, Pestana C. Internações por condições sensíveis à atenção primária após a implantação da estratégia saúde da família no município de Petrópolis/RJ Hospitalizations due to primary care sensitive conditions after family health strategy implementation on Petrópolis/RJ. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 11º de julho de 2017 [citado 17º de maio de 2022];9(3):811-7. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/6011
Seção
Research
Biografia do Autor

Camilla Zarlotti Scudese, Instituto de Estudos em Saúde Coletiva - Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ)

Mestranda em Saúde Coletiva, na área de Epidemiologia e Bioestatística, pelo Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (IESC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), especialista em Terapia Intensiva, com bacharelado e licenciatura em Enfermagem pela Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FASE). Atualmente é enfermeira supervisora e assistencial na empresa de assistência domiciliar Itaipava Serviços Médicos - "Assiste Saúde" e na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Unimed Petrópolis e membro da Comissão de Ética empossada pelo COREN-RJ nesta instituição. Pesquisadora do Laboratório de Treinamento Físico e Avaliação Funcional da Universidade Católica de Petrópolis (UCP). Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem em Terapia Intensiva, atuando principalmente nos seguintes temas: atenção primária, educação física e treinamento, avaliação de programas de saúde e condições sensíveis à atenção primária.

Estêvão Scudese, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências (PPGENFBIO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Doutorando em Enfermagem e Biociências pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO); Mestre em biodinâmica do movimento humano pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013); Pós-graduado em treinamento de força pela Universidade Gama Filho (2010); possui Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Católica de Petrópolis (2008). Pesquisador do Laboratório de Biociências da Motricidade Humana (LABIMH/UNIRIO-UNIT), é professor colaborador do grupo de pesquisa em Treinamento de Força pela Escola de Educação Física e Desportos (EEFD/UFRJ) e pesquisador do Laboratório de Treinamento Físico e Avaliação Funcional da Universidade Católica de Petrópolis (UCP). Professor convidado do programa de pós-graduação Lato Sensu em Treinamento de Força (EEFD/UFRJ; Celso Lisboa; UNIT-SE), Fisiologia do Exercício (UCP; UNIT-SE), possui um quadro semanal na televisão sobre atividade física e saúde no canal 19 da TV Vila Imperial em sua 5º temporada (desde 2011) e foi consultor de saúde e exercício físico pela Rádio Estrada FM (105,5 Mhz). Tem experiência na pesquisa da fisiologia do exercício com ênfase em treinamento de força e suas relações com o metabolismo humano, atuando com concentração nos seguintes temas: repetições máximas, tempo de intervalo entre séries, sistema endócrino e nutrição aplicada ao treinamento desportivo.

Gilmar Weber Senna, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências (PPGENFBIO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP) (2004). Especialização em Treinamento de Força pela Universidade Gama Filho (UGF) (2007). Mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) (2010). Atualmente discente no Programa de Doutoramento em Enfermagem e Biociência da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Pesquisador do Laboratório de Biociências da Motricidade Humana da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - LABIMH/UNIRIO. Pesquisador do Laboratório de Biociências da Motricidade Humana da Universidade de Tiradentes (UNIT). Pesquisador do Grupo de Pesquisa de Treinamento Físico e Avaliação Funcional da Universidade Católica de Petrópolis (UCP). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em treinamento de força, atuando principalmente nos seguintes temas: treinamento de força, repetições máximas, tempo de intervalo, resposta hipotensiva ao treinamento, respostas hormonais ao treinamento de força e influência da flexibilidade no treinamento.

Teresa Tonini, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências (PPGENFBIO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Doutorado em Saúde Coletiva (2006) pelo Instituto de Medicina Social (IMS) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Mestrado em Enfermagem (1999) e Graduação em Enfermagem e Obstetrícia (1986) pela Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor Associado do Departamento de Enfermagem Fundamental; Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e Biociências (PPGENFBIO) ? Gestão 2013-2016; Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) ? Gestão 2010-2013 da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Representante Institucional na Red Internacional Centros Colaboradores de la Fundación Index. Membro da Comissão Acadêmica do Colégio Doutoral de Enfermagem do Grupo Tordesilhas. Coordenadora do convênio interinstitucional com a Universidad Sur Colombiana ? USCO (Neiva/Colômbia) e do convênio interinstitucional com a Universidade Estadual de Roraima (UERR). Assessora Internacional da USCO para Implantação do Curso de Doutorado em Ciências de La Salud. Conselheira Suplente do Conselho Regional de Enfermagem (COREN-RJ). Experiência na área de Enfermagem e na Saúde Coletiva, com objetos de estudos sobre os seguintes temas: enfermagem, cuidados de enfermagem, gerência/administração em enfermagem, avaliação em saúde, avaliação dos serviços de enfermagem, segurança do paciente.

Taís Lopes, Departamento de Nutrição Social e Aplicada - Universidade Federal do Rio de Janeiro - Instituto de Nutrição Josué de Castro

Professora do Departamento de Nutrição Social e Aplicada do Instituto de Nutrição Josué de Castro (INJC/UFRJ). Doutora em Ciências Nutricionais (INJC/UFRJ). Mestre em Nutrição Humana (INJC/UFRJ). Nutricionista graduada pela Universidade Federal Fluminense. Antropometrista Nível 2 - International Society for the Advancement of Kinanthropometry. Áreas de atuação: Nutrição em Saúde Pública, Epidemiologia Nutricional, Avaliação do Estado Nutricional, Nutrição na Adolescência, Segurança Alimentar e Nutricional, Antropometria.

Carlos Pestana, Faculdade de Medicina de Petrópolis - Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP-FASE)

Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO, 2004-2006. Especialização em Ativação de Processos de Mudança na Formação Superior de Profissionais de Saúde-Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca - 2014. Especialização em Saúde da Família- UNIFESO, 2002, Especialização em Enfermagem do Trabalho-UGF - 1984, Graduação em Enfermagem e Obstetricia - Universidade Católica de Petrópolis, 1982. Atualmente Coordenador das Instrutorias do Curso de Graduação em Medicina do UNIFESO, Tutor do Curso de Graduação em Medicina do UNIFESO/Teresópolis, Docente da Faculdade Arthur Sá Earp Neto - FASE/Petrópolis, Curso Licenciatura e Bacharelado em Enfermagem. Enfermeiro da Secretaria de Estado de Saúde com atuação no Programa de Controle do Tabagismo-Capacitando Profissionais do Saúde da Família para o Tratamento do Tabagismo no Município de Petrópolis. De 1996 à 2000 Gerente da Atenção Básica do Município de Petrópolis quando implantei o Programa de Saúde da Família. De 1990 à 1992 trabalhei no Posto de Saúde em Secretário/Petrópolis, de 1992 à 1995 no Posto de Saúde do Bonfim/Petrópolis. Apresento experiência na Assistência da Atenção Básica, Gerência em Saúde da Família atuando principalmente nos seguintes temas: Estratégia Saúde da Família, Tratamento do Tabagismo, Acupuntura, Plantas Medicinais, Educação Popular em Saúde e Controle Público nos Serviços de Saúde. Participei como Presidente da Associação de País e Professores da Escola Rural do Bonfim, Presidente do Núcleo da Associação Brasileira de Enfermagem e Secretário da Associação de Produtores e Moradores do Bonfim.

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)