Infection Control is a Safety Indication: Discussions Based on the Student’s Perspective / Controle de Infecção é Sinal de Segurança: Discussões a partir da Perspectiva Discente

Main Article Content

Matheus Costa Brandão Matos
http://orcid.org/0000-0001-5649-1679
João Gabriel Noleto Ferreira de Matos
http://orcid.org/0000-0002-5226-7159
Laelson Rochele Milanês Sousa
http://orcid.org/0000-0001-6018-5439
Álvaro Francisco Lopes de Sousa
http://orcid.org/0000-0003-2710-2122
Artur Acelino Francisco Luz Nunes Queiroz
http://orcid.org/0000-0002-6350-1908
Maria Eliete Batista Moura
http://orcid.org/0000-0001-9988-1992

Resumo

Objetivo: Identificar, na formação da Enfermagem, como se expressa a segurança do paciente relacionada à infecção hospitalar na percepção de alunos graduandos. Método: Pesquisa descritiva, exploratória de abordagem qualitativa, com 42 discentes de enfermagem. Os dados foram coletados por meio de entrevista, posteriormente processados e analisados pela Classificação Hierárquica Descendente e fundamentada no Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Obteve-se quatro classes: Desafios no controle da infecção visando à segurança do paciente; Adesão às normas e procedimentos; A internação hospitalar como fator de risco à segurança do paciente; A formação profissional para o controle de infecção visando à segurança do paciente. Conclusão: A segurança do paciente está intimamente associada ao desenvolvimento de boas práticas de prevenção e controle da infecção. Uma assistência pautada na segurança do paciente necessita da articulação de fatores biopsicossociais e de gestão, que devem ser trabalhados desde a graduação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Matos MCB, Matos JGNF de, Sousa LRM, Sousa Álvaro FL de, Queiroz AAFLN, Moura MEB. Infection Control is a Safety Indication: Discussions Based on the Student’s Perspective / Controle de Infecção é Sinal de Segurança: Discussões a partir da Perspectiva Discente. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 1º de julho de 2018 [citado 26º de setembro de 2022];10(3):640-6. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/6137
Seção
Research
Biografia do Autor

Matheus Costa Brandão Matos, Universidade Federal do Piauí Departamento de Enfermagem

Discente de Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí. Faz parte do Núcleo de Pesquisa em Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde (NUPCISS)-UFPI e da Revista Prevenção de Infecção e Saúde(REPIS)-UFPI. Atua na linha de pesquisa; Prevenção e Controle de Infecções Relacionadas a Assistência a Saúde. Tem atuado na área de vigilância epidemiológica, com ênfase em HIV/aids. Atualmente é consultor ad hoc do periódico: International Archives of Medicine.

João Gabriel Noleto Ferreira de Matos, Universidade Federal do Piauí Departamento de Enfermagem

Possui ensino-medio-segundo-graupelo Instituto Educacional São José(2014). Atualmente é Membro de corpo editorial da Revista Prevenção de Infecção e Saúde. Tem experiência na área de Enfermagem

Laelson Rochele Milanês Sousa, Universidade Federal do Piauí Departamento de Enfermagem

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Piauí - UFPI, sendo Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Foi professor do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) 2013/2014. Especialista em Saúde da Família pelo Centro Universitário UNINOVAFAPI. Bacharel em Enfermagem pela Universidade Estadual do Piauí - UESPI (2013). Faz parte do Núcleo de Pesquisa em Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde (NUPCISS). Atua preferencialmente com pesquisas nos seguintes temas: Representações Sociais do HIV/AIDS, Controle de Infecção Hospitalar; Úlceras por Pressão e Saúde da Família. (Texto informado pelo autor)

Álvaro Francisco Lopes de Sousa, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo

Enfermeiro pela Universidade Federal do Piauí. Atualmente é Doutorando em Ciências pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - USP., com bolsa vigente junto a CAPES. Faz parte do Núcleo de Estudos de Prevenção e Controle de Infecções em Serviços de Saúde - NEPCISS-EERP-USP; e Núcleo de Pesquisa em Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde (NUPCISS)-UFPI. Atua nas linhas de pesquisa; Doenças Infecciosas: problemática e estratégias de enfrentamento, com foco nas seguintes temáticas: Prevenção e Controle de Infecções Relacionadas a Assistência a Saúde; Saúde e Segurança; Riscos ocupacionais e HIV/aids. É consultor ad hoc dos periódicos: Revista Brasileira de Enfermagem, Acta Paulista de Enfermagem, Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, International Journal of Tropical Disease & Health entre outras. Tem atuado na área de epidemiologia e controle de infecção, atuando principalmente nos temas: epidemiologia das infecções relacionadas a assistência a saúde (IRAS), Staphylococcus aureus em infecções relacionadas a assistência a saúde, Representações sociais aplicada a prevenção e controle das IRAS e prevenção e controle de IRAS

Artur Acelino Francisco Luz Nunes Queiroz, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo

Enfermeiro formado pela Universidade Federal do Piauí. Atualmente é Mestrando em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - USP. Faz parte da Rede de pesquisa em Enfermagem sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (RENAIDST) como pesquisador atuando na linha de pesquisa: Doenças Infecciosas: problemática e estratégias de enfrentamento. Tem atuado na área de saúde mental, representações sociais, infecção, com ênfase em HIV/aids. É consultor ad hoc dos periódicos: Revista Salud Coletiva, AIDS Patient Care and STDs, AIDS and Behaviour e LGBT Health.

Maria Eliete Batista Moura, Universidade Federal do Piauí Departamento de Enfermagem

Possui Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (1982), Especialização em Enfermagem Médico Cirúrgica pela Universidade Federal da Bahia - UFBA (1984), Especialização em Ativação de Processos de Mudança, pela Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP (2006), Mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (1997), Doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2001) e Pós-Doutorado pela Universidade Aberta de Lisboa - Portugal (2006). Atualmente é Professora Associada IV do Programa de Pós-Graduação - Mestrado e Doutorado em Enfermagem da UFPI. É líder do Núcleo de Pesquisas em Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde - NUPCISS da UFPI. Editora Chefe da Revista de Prevenção de Infecção e Saúde - REPIS, da UFPI. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase nas Linhas de Pesquisa: prevenção e controle de infecção em serviços de saúde e formação de recursos humanos na atenção à saúde da família, atuando principalmente nos seguintes temas: enfermagem, saúde da família, representações sociais, infecção em serviços de saúde e envelhecimento.

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>