Cuidados paliativos e comunicação: estudo com profissionais de saúde do serviço de atenção domiciliar Palliative care and communication: study with health professionals of the home care service

Main Article Content

Fabiana Medeiros Brito
Márcio José Ferreira Coutinho
Cristiani Garrido de Andrade
Solange Fátima Geraldo da Costa
Isabelle Cristinne Pinto Costa
Kamyla Félix Oliveira dos Santos

Resumo

Objetivo: Investigar se profissionais do Serviço de Atenção Domiciliar valorizam a comunicação, no âmbito dos cuidados paliativos, ao assistir o paciente sem possibilidades de cura, e averiguar quais são as estratégias comunicacionais facilitadoras que estes profissionais utilizam para promoção dos cuidados paliativos. Métodos: Pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, realizada com 22 profissionais do Serviço de Atenção Domiciliar localizado na cidade de João Pessoa-PB. Os dados foram analisados por meio da técnica de análise de conteúdo. Resultados: Da análise, emergiram duas categorias: “Valorização da comunicação na relação entre os profissionais de saúde e o paciente sob cuidados paliativos” e “Estratégias comunicacionais utilizadas para promoção de cuidados paliativos pelos profissionais do Serviço de Atenção Domiciliar”. Conclusão: Conclui-se que a comunicação configura-se como um componente fundamental do cuidado com o paciente e é de suma relevância para a promoção dos cuidados paliativos. Descritores: Cuidados Paliativos, Comunicação, Domicílio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Brito FM, Coutinho MJF, Andrade CG de, Costa SFG da, Costa ICP, Santos KFO dos. Cuidados paliativos e comunicação: estudo com profissionais de saúde do serviço de atenção domiciliar Palliative care and communication: study with health professionals of the home care service. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 10º de janeiro de 2017 [citado 20º de agosto de 2022];9(1):215-21. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/5368
Seção
Research
Biografia do Autor

Fabiana Medeiros Brito, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Docente da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCMPB. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Saúde do Adulto e do Idoso (GEPSAI/UFPB). João Pessoa, Paraíba–PB, Brasil.

Márcio José Ferreira Coutinho, Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba

Graduando em Enfermagem pela Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba (FCMPB). João Pessoa, Paraíba–PB, Brasil

Cristiani Garrido de Andrade, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira. Fonoaudióloga. Doutoranda em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Docente da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba – FCMPB. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Bioética (NEPB/UFPB). João Pessoa, Paraíba–PB, Brasil

Solange Fátima Geraldo da Costa, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Bioética (NEPB/UFPB). João Pessoa, Paraíba-PB, Brasil

Isabelle Cristinne Pinto Costa, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira, Fonoaudióloga, Doutoranda em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba – UFPB. Membro do Núcleo Gestor da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba - FCMPB. Membro e Pesquisadora do Núcleo e Estudos e Pesquisa em Bioética (NEPB/UFPB). João Pessoa, Paraíba -PB, Brasil

Kamyla Félix Oliveira dos Santos

Enfermeira. Doutoranda em Enfermagem pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Docente da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba – FCMPB. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Saúde do Adulto e do Idoso (GEPSAI/UFPB). João Pessoa, Paraíba–PB, Brasil

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>