Adherence of Elderly People to Tuberculosis Treatment / Adesão dos Idosos às Formas de Administração do Tratamento da Tuberculose

Izaura Luzia Silvério Freire, Fernanda Rafaela dos Santos, Luzia Clara Cunha de Menezes, Anderson Brito de Medeiros, Rejane Ferreira de Lima, Bárbara Coeli Oliveira da Silva

Resumo


Objetivo: Conhecer a adesão dos idosos às formas de administração do tratamento da tuberculose. Métodos: Estudo exploratório-descritivo, transversal e quantitativo, desenvolvido no Distrito Sanitário Oeste de Natal, com os idosos que fizeram tratamento entre janeiro de 2010 a dezembro de 2015. Resultados: Observou-se que os idosos utilizam tanto o regime autoadministrado (51,1%) quanto o diretamente observado (48,9%). Em ambos os grupos prevaleceu a faixa etária de 60 a 69 anos (29,8%; 35,1%), a forma pulmonar da doença (41,5%; 44,7%) e o caso novo como tipo de entrada para o tratamento (31,9%; 27,7%). Quanto ao encerramento, destacou-se a conclusão do tratamento (33,0%; 25,5%). Conclusão: A tuberculose ainda é prevalente no Brasil, destacando-se a importância do diagnóstico e tratamento adequados, além da adoção de medidas de controle e capacitação dos profissionais de saúde frente ao cuidado desses pacientes.


Palavras-chave


Idoso; Tuberculose; Adesão à Medicação

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v11.6493 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings