Limits and obstacles in the adherence to antiretroviral therapy

Autores

  • Richardson Augusto Rosendo da Silva Universidade federal do Rio Grande do Norte
  • Ana Raquel Cortês Nelson Universidade Federal Do Rio Grande do Norte
  • Fernando Hiago da Silva Duarte Universidade Federal Do Rio Grande do Norte
  • Nanete Caroline da Costa Prado Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Romanniny Hévillyn Silva Costa Univerdade Federal do Rio Grande do Norte
  • Danyella Augusto Rosendo da Silva Costa Instituto Federal de Educação e Ensino do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.9789/2175-5361.2014.v6i4.1732-1742

Palavras-chave:

Síndrome de imunodeficiência adquirida, Recusa do paciente ao tratamento, Terapia antirretroviral de alta atividade

Resumo

Objetivo: Analisar e elencar fatores e técnicas de monitorização relacionados a adesão ao tratamento antirretroviral. Método:Estudo de revisão integrativa da literatura a partir das bases eletrônicas LILACS e MEDLINE, realizado no mês de abril e maio de 2013, Resultados: Fatores como escolaridade, complexidade do tratamento, agravantes psicológicos e a relação entre  profissional de saúde e usuário, tiveram destaque relevante na adesão a TARV. Nesse contexto, monitorar e medir a adesão à terapia antirretroviral com o uso de técnicas adequadas podem contribuir para um aumento significativo desses valores. Conclusão: É certo que não existe um padrão ouro que garanta a adesão ideal ,contudo, o uso de técnicas de monitorização corretas e  combinadas, podem diminuir significativamente o impacto de diversos fatores que predispõem a adesão ineficaz ao tratamento da AIDS. Descritores: Síndrome de imunodeficiência adquirida, Recusa do paciente ao tratamento, Terapia antirretroviral de alta atividade

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Richardson Augusto Rosendo da Silva, Universidade federal do Rio Grande do Norte

Enfermeiro, Doutor em Enfermagem,  Professor do curso de Graduação e do Departamento de Enfermagem/UFRN e do Programa de Pós-Graduação Mestrado Acadêmico/Doutorado/UFRN; Rua São Clemente, 3306, Candelária, Natal/RN, Brasil, CEP: 59065-610 telefone: (84)96140822 E-mail: rirosendo@yahoo.com.br

Ana Raquel Cortês Nelson, Universidade Federal Do Rio Grande do Norte

Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem/UFRN, Bolsista PIBIC/CNPq. 

Fernando Hiago da Silva Duarte, Universidade Federal Do Rio Grande do Norte

Acadêmico do Curso de Graduação em       Enfermagem/UFRN, Bolsista PIBIC/CNPq. 

Nanete Caroline da Costa Prado, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem/UFRN, Bolsista PIBIC/CNPq. 

Romanniny Hévillyn Silva Costa, Univerdade Federal do Rio Grande do Norte

Enfermeira, Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem/PGENF/UFRN.

Danyella Augusto Rosendo da Silva Costa, Instituto Federal de Educação e Ensino do Rio Grande do Norte

Enfermeira, Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem/PGENF/UFRN.

Publicado

2014-10-01

Como Citar

1.
Silva RAR da, Nelson ARC, Duarte FH da S, Prado NC da C, Costa RHS, Costa DAR da S. Limits and obstacles in the adherence to antiretroviral therapy. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) [Internet]. 1º de outubro de 2014 [citado 15º de junho de 2024];6(4):1732-4. Disponível em: https://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/3148

Edição

Seção

Revisão Integrativa de Literatura

Plum Analytics