Os fatores intrínsecos ao ambiente de trabalho como contribuintes da síndrome de burnout em profissionais de enfermagem

Ana Paula da Cunha, Emanuelle Marques de Souza, Rosâne Mello

Resumo


O burnout é uma síndrome identificada como um conjunto de manifestações físicas e emocionais característica de profissionais que se dedicam às necessidades de outras pessoas, sendo constituído pelas seguintes dimensões: exaustão emocional, despersonalização e baixa realização no trabalho. Vale destacar que os enfermeiros apresentam alto risco de desenvolver o burnout devido ao trabalho exercido diariamente. O estudo tem como objetivos identificar e analisar a produção científica sobre os fatores do ambiente de trabalho que favorecem o surgimento da síndrome de burnout em profissionais de enfermagem. Este estudo possui como abordagem metodológica a análise exploratória, fundamentada na revisão bibliográfica.  A pesquisa exploratória tem como intuito tornar algo mais explícito, tornando determinado tema mais familiar, onde se procura amadurecer um conceito. No que tange à revisão bibliográfica é a forma de analisar-se como determinado assunto está sendo evidenciado na comunidade científica. Resultados: Os fatores do ambiente de trabalho que influenciam no desenvolvimento da síndrome de burnout mais encontrados nos estudos analisados foram: sobrecarga de trabalho (24%), condições de trabalho inadequadas (22%), relação interpessoal conflituosa (19%), falta de expectativa profissional (13%), falta de autonomia e ambiguidade de funções (9%) e insatisfação salarial (4%). Conclusão: Após a análise dos artigos, percebe-se que os fatores que influenciam no desenvolvimento da síndrome de burnout são a sobrecarga de trabalho, as condições de trabalho inadequadas, as relação interpessoal conflituosa, a falta de expectativa profissional, pouca autonomia profissional, a ambiguidade de funções e a insatisfação salarial. Desta forma, é necessário diversificar as rotinas, diminuir a carga horária, melhorar a relação interpessoal, melhorar as condições de trabalho, aperfeiçoar o profissional e delimitar as funções de acordo com a atribuição de cada profissional.


Palavras-chave


Esgotamento Profissional; Saúde do Trabalhador; Saúde Mental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2012.v0i0.29-32 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge