Quality of work life of intensive care nurses during Covid-19 / Qualidade de vida no trabalho de enfermeiros intensivistas durante a covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v16.13236

Resumo

Objetivo: identificar os fatores associados à qualidade de vida no trabalho de enfermeiros intensivistas de Boa Vista, Roraima. Método: estudo descritivo-correlacional, realizado entre novembro/2022 e janeiro/2023 com 36 enfermeiros intensivistas de um hospital público. Resultados: predominaram profissionais do sexo feminino (66,7%), casado(a)/união estável (55,6%) e com tempo médio de atuação em UTI de 6,6 anos. A maioria foi diagnosticada com COVID-19 (91,7%), maior exigência no trabalho (97,2%), cansaço físico e mental (94,4%), insegurança quanto a proteção e EPI (58,3%), insônia (63,9%), irritação (72,2%), medo de perder amigos e parentes (91,7%), falta de apoio e reconhecimento dos superiores (69,4%). A qualidade de vida no trabalho apresentou a esfera Psicológica/Comportamental com maior pontuação (65,3) e a esfera Econômica/Política com menor pontuação (43,1). Conclusão: a pandemia refletiu negativamente sobre a qualidade de vida dos enfermeiros, pois é notório o elevado crescimento de profissionais que adoeceram fisicamente e mentalmente.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natalia Paiva da Silva, Universidade Estadual de Roraima

Graduada em Ciências da Natureza e Matemática. Especialista em Metodologia do Ensino de Matemática e Física. Bacharel em Enfermagem. Pós-graduanda em Urgência e Emergência. Pós-graduanda em Saúde Pública com ênfase em Saúde da Família.

Francisco Railson Bispo de Barros, Universidade Estadual de Roraima

Ensino superior completo em Enfermagem, graduado pelo Centro Universitário do Norte (UNINORTE-Laureate International Universities). Especialista em Cardiologia e Hemodinâmica pelo Centro de Formação e Aperfeiçoamento Profissional (CEFAPP/Manaus). Especialista em Terapia Intensiva modalidade Residência Multiprofissional pela Universidade Nilton Lins (UNINILTONLINS) em parceria com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD). Especialista em Informática em Informática na Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN. Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) em associação plena com a Universidade do Estado do Pará (UEPA), na linha de pesquisa em Educação e Tecnologia de Enfermagem para o Cuidado em Saúde a Indivíduos e Grupos Sociais. Doutorando em Enfermagem pela Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense (UFF). Membro do grupo de pesquisa do Laboratório de Tecnologias em Saúde e Educação e Sistematização da Assistência de Enfermagem da Universidade do Estado do Amazonas (LABTEC-UEA). Pesquisador com ênfase em Sistematização da Assistência de Enfermagem, Cuidados ao Paciente Crítico, Tecnologia e Cuidados em Enfermagem, Sistemas de informação em Saúde, Informática em Saúde e Enfermagem e Inteligência Artificial, Qualidade de Vida no Trabalho, Estresse Ocupacional, Saúde do Trabalhador de Enfermagem. Atualmente docente de Ensino Superior do Centro Universitário do Norte (UNINORTE/Grupo Ser Educacional) na Escola de Ciências da Saúde e da Universidade Estadual de Roraima (UERR) no Curso de Enfermagem.

Mauro Leonardo Salvador Caldeira dos Santos, Universidade Federal Fluminense

Doutorado em Filosofia da Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente Prof. Associado IV da Universidade Federal Fluminense. Professor do Programa da Pós-graduação da Escola de Enfermagem Mestrado e Doutorado da Escola de Enfermagem da UFF. Líder do Grupo Interdisciplinar de Estudo e Pesquisa em Oncologia Capes/UFF. Tutor da Residência Multiprofissional em Saúde do Hospital Universitário Antônio Pedro/UFF na área de Enfermagem Oncológica. Editor de Seção do Online Brazilian Journal of Nursing (OBJN). Decano Chefe do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica. Atuando principalmente nos seguintes temas: cuidado em saúde e enfermagem, enfermagem psiquiátrica, enfermagem oncológica, saúde mental, resiliência, saúde do adolescente, avaliação de curso de graduação, psicanálise, epistemologia em enfermagem e saúde, filosofia, filosofia da enfermagem, aspectos psicossociais em saúde e enfermagem, pesquisa qualitativa em saúde e enfermagem, subjetividade do cuidado em saúde e enfermagem, perspectiva interssecional no cuidado em saúde e enfermagem, teoria crítica.

Fernando Bernardo de Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Mestrando em Ciências do Cuidado em Saúde - Universidade Federal Fluminense (UFF). Profissional graduado em Medicina no ano de 2007, na Universidade Federal de Roraima (UFRR). Conclusão de especialização em Perícia Médica na Fundação Lucas Machado - Faculdade de Ciências Médicas/MG (2017); Título de Especialista em Medicina Legal e Perícia Médica - Associação Brasileira de Medicina Legal e Perícias Médicas (2017). Registro de Qualificação de Especialidade, RQE em Medicina Legal e Perícia Médica - Conselho Regional de Medicina de Roraima (2018). Pós-graduação Lato sensu em Auditoria em Saúde - Faculdade UniBF (2020).

Eliene Mendes de Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Mestrado em Ciências da Saúde pela UFRR. Especializanda em Obstetrícia pela UFF . Especialização em Saúde Coletiva pela Faculdade Roraimense de Ensino Superior - FARES. Possui graduação em Enfermagem pela Faculdade Roraimense de Ensino Superior FARES (2012). Atualmente é Enfermeira na Secretaria Estadual de Saúde de Roraima e Enfermeira na Secretaria Municipal de Boa Vista - SMSA.

Marcella Lima Marinho, Universidade Federal Fluminense

Doutoranda em Ciências do Cuidado em Saúde pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Mestre em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Roraima (UFRR). Especialista em Unidade de Terapia Intensiva pela Faculdade Inspirar. Especialista em Terapia Nutricional Enteral e Parenteral pela Faculdade Machado de Assis. Graduada em Enfermagem pela Universidade do Estado do Pará (2006). Atualmente enfermeira assistencial no Hospital Geral de Roraima, Coordenadora do Curso de Bacharelado em Enfermagem do Instituto de Educação e Inovação (IEDI) e Professora efetiva do Curso de Bacharelado em Enfermagem da Universidade do Estado de Roraima (UERR). Membro dos grupos de pesquisa Fluxo Migratório, Saúde e Inclusão e Grupo de Estudo e Pesquisa em Técnicas e Tecnologias para o cuidado em Enfermagem, da Universidade Estadual de Roraima. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Assistência de Enfermagem a pacientes críticos, Enfermagem em Saúde Coletiva, Saúde do Adulto e Idoso, Qualidade de Vida e Segurança do Paciente.

Referências

Caram CS, Rezende LC, Montenegro LC, Amaral JM, Brito MJM. Ambiguidades no trabalho da equipe de saúde no contexto de uma Unidade de Terapia Intensiva. SANARE. [Internet] 2016 [acesso 23 ago 2022]; 15(1):15-24. Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/923.

Oliveira WK, Duarte E, França GVA, Garcia LP. Como o Brasil pode deter a COVID-19. Epidemiol Serv Saúde. [Internet] 2020 [acesso 23 ago 2022]; 29(2):e2020044. Disponível em: https://doi.org/10.5123/S1679-49742020000200023.

Costa NNG, Servo MLS, Figueredo WN. COVID-19 and the occupational stress experienced by health professionals in the hospital context: integrative review. Rev Bras Enferm. [Internet] 2022 [cited 2022 aug 23]; 75(suppl.1):e20200859. Available from: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0859.

Pereira AL, Santos AH, Ribeiro ACS, Santos CC, Pereira DOS, Sousa D, et al. Fatores geradores de estresse ocupacional e seus impactos na saúde dos profissionais de enfermagem que atuam na linha de frente do Covid-19: uma revisão bibliográfica. In: Silva PF, Sousa LC. Enfermagem: desafios e perspectivas para a integralidade do cuidado. São Paulo: Editora Científica Digital; 2021. p. 191-201.

Barbosa DJ, Gomes MP, Souza ABA, Gomes AMT. Fatores de estresse em profissionais de enfermagem no combate à pandemia do COVID-19: síntese de evidências. Comun Ciênc Saúde. [Internet] 2020 [acesso 23 ago 2022]; 31(suppl.1):31-47. Disponível em: https://doi.org/10.51723/ccs.v31iSuppl%201.651.

Fonsêca CR, Aguiar BF, Macedo LP, Miranda FMD. Qualidade de vida no trabalho dos profissionais de enfermagem: reflexão sobre os impactos da COVID-19. Rev Enferm Cent.-Oeste Min. [Internet] 2021 [acesso 23 ago 2023]; 11:e3886. Disponível em: http://doi.org/10.19175/recom.v11i0.3886.

Lima MFM, Silva PSF, Medeiros GG. A enfermagem diante do enfrentamento da pandemia da covid-19 e a qualidade de vida no trabalho. REVISA. [Internet] 2022 [acesso 23 ago 2023]; 11(1):16-25. Disponível em: https://doi.org/10.36239/revisa.v11.n1.p16a25.

Pedroso B, Pilatti LA, Gutierrez GL, Picinin CT. Construção e validação do TQWL-42: um instrumento de avaliação da qualidade de vida no trabalho. Rev Salud Pública. [Internet] 2014 [acesso 23 ago 2023]; 16(6):885-96. Disponível em: https://doi.org/10.15446/rsap.v16n6.30224.

Ribeiro ES, Silva EKV, Jatobá LA, Andrade WN, Miranda LN. Qualidade de vida no trabalho de enfermeiros de instituições hospitalares da rede pública. Enferm Glob. [Internet] 2021 [acesso 30 mai 2023]; 63:475-88. Disponível em: https://doi.org/10.6018/eglobal.456911.

Araújo AF, Bampi LNS, Cabral CCO, Queiroz RS, Calasans LHB, Vaz TS. Occupational stress of nurses from the Mobile Emergency Care Service. Rev Bras Enferm. [Internet] 2020 [cited 2023 may 30]; 73(suppl.1):e20180898. Available from: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0898.

Melo ABR, Siqueira JM, Silva MB, Silva PA, Antonian GMM, Farias SNP. Danos à saúde e qualidade de vida no trabalho de enfermeiros hospitalares: um estudo transversal. Rev Enferm UERJ. [Internet] 2020 [acesso 30 mai 2023]; 28:e46515. Disponível em: https://doi.org/10.12957/reuerj.2020.46505.

Maganhoto AM, Brandão TP, Aragão AS. Qualidade de vida no trabalho de profissionais da atenção básica. Rev Enferm UFPE on line. [Internet] 2022 [acesso 30 mai 2023]; 16(1):e253285. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/index.html.

Rego GMV, Rolim IL, Junior AD, Sardinha AHL, Lopes GSG, Coutinho NPS. Quality of life at work in a central sterile processing department. Rev Bras Enferm. [Internet] 2020 [cited 2023 may 30]; 73(2):e20180792. Available from: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0792.

Marqueze EC, Moreno CRC. Satisfação no trabalho: uma breve revisão. Rev Bras Saúde Ocup. [Internet] 2005 [acesso 30 mai 2023]; 30(112);69-79. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0303-76572005000200007.

Silva MR, Miranda FM, Mieiro DB, Sato TO, Silva JAM, Mininel VA. Impacto do estresse na qualidade de vida de trabalhadores de enfermagem hospitalar. Texto Contexto Enferm. [Internet] 2020 [acesso 30 mai 2023]; 29:e20190169. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-265X-TCE-2019-0169.

Freitas FMB, Vannuchi MTO, Haddad MCL, Silva LGC, Rossaneis MA. Hardiness e estresse ocupacional em enfermeiros gestores de instituições hospitalares. Rev Enferm UFPE on line. [Internet] 2017 [acesso 30 mai 2023]; 11(supl.10):4199-205. Disponível em: https://doi.org/10.5205/reuol.10712-95194-3-SM.1110sup201725.

Franco JA, Levi, PLA. Feelings, stress, and adaptation strategies of nurses against COVID-19 in Guayaquil. Invest Educ Enferm. [Internet] 2020 [cited 2023 may 30]; 38(3):e07. Available from: https://doi.org/10.17533/udea.iee.v38n3e07.

De Paula ACR, Carletto AGD, Lopes D, Ferreira JC, Tonini NS, Trecossi SPC. Reactions and feelings of health professionals in the care of hospitalized patients with suspected covid-19. Rev Gaúcha Enferm. [Internet] 2021 [cited 2023 may 30]; 42(spe):e20200160. Available from: https://doi.org/10.1590/1983- 1447.2021.20200160.

Teixeira CFS, Soares MC, Souza EA, Lisboa ES, Pinto ICM, Andrade LR, et al. The health of healthcare professionals coping with the Covid-19 pandemic. Cienc Saude Colet. [Internet] 2020 [cited 2023 may 30]; 25(9):3465-74. Available from: https://doi.org/10.1590/1413-81232020259.19562020.

Galon, T, Navarro VL, Gonçalves AMS. Nurses’ perception regarding their health and working conditions during the COVID-19 pandemic. Rev Bras Saúde Ocup. [Internet] 2021 [cited 2023 may 30]; 4:60-76. Available fom: https://doi.org/10.1590/2317-6369/15821EN2022v47ecov2.

Caroccini TP, Balsanelli AP, Neves V. Resiliência de enfermeiros na pandemia da COVID-19: revisão integrative. Rev Enferm UFSM. [Internet] 2023 [acesso 30 mai 2023]; 12(e60):1-20. Disponível em: https://doi.org/10.5902/2179769270622.

Caliari JS, Santos MA, Andrechuk CRS, Campos KRC, Ceolim MF, Pereira FH. Quality of life of nurse practitioners during the COVID-19 pandemic. Rev Bras Enferm. [Internet] 2022 [cited 2023 may 30]; 75(supp.l1):e20201382. Available from: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-1382.

Bezerra GD, Sena ASR, Braga ST, Santos MEN, Correia LFR, Clementino KMF, et al. O impacto da pandemia por COVID-19 na saúde mental dos profissionais de saúde: revisão integrativa. Rev Enferm Atual In Derme. [Internet] 2020 [acesso 30 mai 2023]; 15(10): e11112. Disponível em: https://doi.org/10.25248/reas.e11112.2022.

Publicado

2024-07-10 — Atualizado em 2024-07-18

Versões

Como Citar

1.
Silva NP da, Bispo de Barros FR, Santos MLSC dos, Oliveira FB de, Oliveira EM de, Marinho ML. Quality of work life of intensive care nurses during Covid-19 / Qualidade de vida no trabalho de enfermeiros intensivistas durante a covid-19. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) [Internet]. 18º de julho de 2024 [citado 23º de julho de 2024];16:e-13236. Disponível em: https://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/13236

Edição

Seção

Artigo Original

Plum Analytics