THE ABSENCE OF THE PARTNER IN PRENATAL CARE: CHALLENGES AND ACHIEVEMENTS

Bruno Augusto Correa Cabrita, Elvis da Silva Silveira, Ândrea Cardoso de Souza, Valdecyr Herdy Alves

Resumo


Objetivo: Analisar a inserção e a visão do companheiro acerca da assistência pré-natal, identificar e analisar os motivos que levam a uma parcela desses companheiros a não acompanharem suas mulheres gestantes nas consultas de pré-natal. Métodos: Descritiva com abordagem qualitativa, com coleta de dados através de entrevista semi-estruturada com perguntas abertas e posterior análise do conteúdo. Resultados: Foram realizadas 20 entrevistas, sendo 15 na Maternidade Municipal Alzira Reis Vieira Ferreira e 05 na maternidade do Hospital Universitário Antônio Pedro. Conclusões: É perceptível, a pouca ou nenhuma participação dos homens relatada pelas mulheres no processo de planejamento familiar. Já está provado que o companheiro é receptivo ao nosso chamado, que o estímulo do profissional mobiliza o homem, mesmo tendo uma visão restrita acerca da assistência pré-natal, acreditando que todo aquele esforço do sistema de saúde é apenas para acompanhar o desenvolvimento do bebê.Descritores: Cuidado Pré-natal, Paternidade, Planejamento Familiar, Saúde da Mulher.

Palavras-chave


paternidade; enfermagem; cuidado pré-natal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v4.1851 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings