DISCLOSING ACTIVES ARQUETIPOS ON THE WOMAN EXISTENCE ON THE HOSPITAL DELIVERY: SOCIOPOETIC STUDY

Main Article Content

Iraci dos Santos
Ana Paula Alves Salgado
Jane Márcia Progianti

Resumo

Este trabalho identifica os arquétipos ativos que influenciam o comportamento feminino no parto hospitalar, através da dimensão imaginativa da mulher referente à sua vivência dessa modalidade de parto. Pesquisa sociopoética desenvolvida com um grupo pesquisador formado por oito puérperas, que aplicaram a técnica de modelagem das deusas, num ambulatório de puericultura do Rio de Janeiro, em 2009. Imaginando as deusas que seriam durante o parto as puérperas significaram suas modelagens, revelando-se as deusas gregas: Ártemis, Deméter, Perséfone e Héstia, a Virgem Maria da igreja católica e a deusa egípcia da destruição, Seckhmet. Analisando o significado desses arquétipos, concluiu-se que as autoras dessas modelagens mostraram suas potências, necessidades e desejos de: liberdade e autonomia no parto, solidão e isolamento, sentir a ligação com seu filho, doação amorosa, sentir-se poderosa e com autoestima. O estudo alerta para a abordagem sensível no cuidado integral das pessoas, visando ampliar ações privilegiando subjetividades e singularidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
1.
Santos I dos, Salgado APA, Progianti JM. DISCLOSING ACTIVES ARQUETIPOS ON THE WOMAN EXISTENCE ON THE HOSPITAL DELIVERY: SOCIOPOETIC STUDY. R. pesq. cuid. fundam. online [Internet]. 16º de janeiro de 2013 [citado 20º de agosto de 2022];5(1):3323-32. Disponível em: http://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/1930
Seção
Research
Biografia do Autor

Iraci dos Santos, Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Ana Paula Alves Salgado, UERJ

Enfermeira. Especialista em Neonatologia. Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Brasil. Professora da Faculdade de Enfermagem, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Jane Márcia Progianti, UERJ

Enfermeira Obstétrica. Doutora em Enfermagem. Professora adjunto do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 

Plum Analytics

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)