Patient safety in intravenous therapy in the intensive care unit

Kisna Yasmin Andrade Alves, Théo Duarte da Costa, Adriana Gonçalves de Barros, Kálya Yasmine Nunes de Lima, Viviane Euzébia Pereira Santos

Resumo


Objetivo: Identificar as evidências científicas sobre Segurança do Paciente (SP) na terapia intravenosa em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Método: Revisão integrativa realizada no Banco de Teses da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e no portal Centro Colaborador para Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (PROQUALIS). Resultados: De 21 produções, sete estudos mencionam à terapia intravenosa. Os estudos, categorizados nos níveis de evidências 1, 2 e 7, contemplam os aspectos estruturais, materiais e de atuação profissional das etapas de prescrição, dispensação, preparo e administração dos medicamentos. As produções possuem níveis de evidência baixos, e, portanto, não apresentam grau de recomendação forte. Conclusão: Acredita-se que para o estabelecimento e manutenção da SP na terapia intravenosa em UTI se faz necessário maior investimento em pesquisas com níveis de evidência mais elevados e preparo profissional para atuação conforme as práticas preconizadas.


Palavras-chave


Segurança do paciente, Terapia Intensiva, Administração Intravenosa.

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2016.v8i1.3714-3724 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings