Suffering and precariousness at work in nursing

Marilei de Melo Tavares Souza, Joanir Pereira Passos, Claudia Mara de Melo Tavares

Resumo


Objetivo: O presente ensaio tórico visa analisar o trabalho de enfermagem em sua dupla face: a que produz prazer, porque permite criar e transformar a realidade, e, nas sociedades capitalistas, a que produz sofrimento, porque limita as possibilidades humanas de escolha, criação e prazer. Método: Utiliza-se uma perspectiva crítica e reflexiva tórica  sobre o que há de específico no trabalho de cuidar em enfermagem.Resultados: De forma geral, os trabalhadores  têm suas possibilidades constrangidas pelo modo de produção capitalista, especialmente os do setor privado, também é verdade que o trabalho em enfermagem tem suas especificidades. O ato de cuidar é inseparável do seu consumo por usuários dos serviços de saúde. Conclusão:As contradições e dificuldades que permeiam o processo de trabalho em enfermagem na contemporaneidade, sejam compreendidas como parte de um contexto maior em que se insere o mundo do trabalho hoje. Para compreendermos a precarização do trabalho na enfermagem. 


Palavras-chave


Enfermagem, Saúde do Trabalhador, Atenção à Saúde

Texto completo:

PDF-EN PDF-PT


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2015.v7i1.2072-2082 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

SCImago Institutions Rankings

 

  

 

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.