USE THE CUP IN NEONATAL INTENSIVE CARE UNIT: DIFFICULTIES AND MATERNAL FACILITIES

Sandra Teixeira de Araújo Pacheco, Benedita Maria Rêgo Deusdará Rodrigues, Barbara Bertolossi Marta de Araújo, Ivone Evangelista Cabral, Maria Joeliza da Silva Enrici, Raíssa Rodrigues Organista

Resumo


Objetivos: descrever as dificuldades e facilidades encontradas pelas mães para alimentar seu filho através do copinho e conhecer os sentimentos vivenciados por ela frente a esta prática alimentar. Método: Estudo qualitativo, cujo cenário foram duas unidades de terapias intensivas neonatais situadas no município do Rio de Janeiro, e os sujeitos dezessete mães. Instrumento de coleta foi à entrevista semi-estruturada. O tratamento dos dados está respaldado na análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: A análise resultou nas categorias: Dificuldades maternas ao alimentar o bebê de baixo peso; Facilidades encontradas pelas mães após as barreiras iniciais em alimentar o bebê pelo copinho; Sentindo-se com medo de dar o copinho; Sentindo-se incapaz e triste em não oferecer o peito ao seu filho. Conclusões: O estudo apontou a importância do profissional de saúde em problematizar com as mães que estão alimentando seus filhos pelo copinho, questões referentes à sua vivência diante dessa prática alimentar.



Palavras-chave


baixo peso ao nascer, alimentação, unidades de terapia intensiva neonatal, enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2012.v4i3.2554-2560 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings