NURSERY'S CONTRIBUTION TO THE BONDING PROCESS BETWEEN MOTHER AND INFANT WITH INBORN MALFORMATION

Taylane Guimaraes Gonçalves, Rozania Bicego Xavier, Luciana Menezes Araújo, Lílian Fernandes Arial

Resumo


Objetivos: identificar, através do depoimento materno, fatores influenciadores da construção do vínculo mãe-bebê que apresenta malformação congênita; compreender, como esses fatores interferem na construção desse vínculo; propor  cuidados de enfermagem que favoreçam este vínculo. Métodos: Estudo qualitativo exploratório. Participaram seis puérperas. Os dados foram analisados conforme o conteúdo de Bardin. Resultados: através das entrevistas realizadas foi possível obter o registro sobre as experiências vivenciadas pelas puérperas de bebês com MFC externamente visível no que diz respeito a construção do vínculo mãe-bebê. Foram estabelecidas 07 categorias as quais foram analisadas nesta pesquisa e que emergiram a partir da manifestação espontânea dessas puérperas. Conclusão: o amparo profissional, institucional e familiar torna-se elemento imprescindível na elaboração e propagação na construção do vínculo mãe-bebê, o que favorece a amenização do sofrimento e superação de perdas desde o pré-natal. O enfermeiro necessita estar capacitado a prestar assistência de qualidade a essa clientela específica.


Palavras-chave


Enfermagem, Gestação de Alto Risco, Anormalidades Congênitas e Cuidados de Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.rpcfo.v3.1282 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge
SCImago Institutions Rankings