SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PARA PORTADORES DE CÂNCER NA CABEÇA E NO PESCOÇO - AVALIAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS NA CONSULTA DE ENFERMAGEM.

Durval Diniz Raimundo, Maria Tereza dos Santos Guedes

Resumo


Sistematização da Assistência de Enfermagem para portadores de câncer na cabeça e no pescoço - Avaliação de um instrumento de coleta de dados na consulta de enfermagem.Durval Diniz RaimundoOrientadora: Maria Tereza dos Santos Guedesintrodução

Levando-se em consideração a peculiaridade dessa clientela, portadores de neoplasia visível na face e no pescoço, que implica em comprometimento de diferentes funções vitais como a respiração, a fala, a visão, a audição, o olfato, o paladar e a capacidade de deglutição, percebe-se a alta demanda de cuidados de enfermagem durante todo o processo de assistência hospitalar a estes clientes. Por este motivo, é importante o desenvolvimento de instrumentos que facilitam o registro de informações relevantes para o diagnóstico dos problemas afetados destes clientes.

Considerando o artigo 11, inciso I, alínea I da lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986 e no decreto 94.406/87 que a regulamenta, onde legítima a consulta de Enfermagem e determina como sendo uma atividade do enfermeiro (BRASIL, 1986).Com base na classificação de diagnósticos de enfermagem (NANDA), que traduz uma linguagem própria para a enfermagem, foram detectados os principais diagnósticos de Enfermagem em clientes com tumores na cabeça e no pescoço, contudo, estabelecem-se as metas comuns a díades enfermeiro-paciente e avaliamos as respostas de clientes a problemas de saúde reais ou potenciais ou crises de existência, logo, com a utilização do instrumento de coleta de dados, criou-se uma base de dados que facilitou a documentação e a criação de novos diagnósticos de Enfermagem específicos para oncologia.

Tanure e Meire (2008) sustentam que, o foco da Enfermagem deve ser sempre o cliente e seu bem-estar, e a sistematização da assistência de enfermagem é um apoio de que precisamos para alcançar nossos objetivos humanitários e a qualidade da assistência.

Este modelo de assistência visa assumir um propósito profissional baseado em reflexões e questionamentos, tendo por objetivo direcionar a profissão sob um arcabouço de conhecimentos científicos diferentes do modelo biomédico.

Pelos motivos acima expostos, desenvolvemos um instrumento para guiar a coleta de dados e a identificação das necessidades afetadas dos portadores de câncer de cabeça e pescoço, durante as consultas de Enfermagem. Desta forma, esse projeto adotou como objeto a avaliação da pertinência desse instrumento de avaliação de Enfermagem (anexo A).

Assim, formularam-se os seguintes objetivos:

1.                   Avaliar a adequação de um instrumento criado para a coleta dos dados e avaliação de Enfermagem em pessoas portadoras de câncer na cabeça e no pescoço;

2.                   Promover a Sistematização da Assistência de Enfermagem em um ambulatório de enfermagem dirigido para pessoas portadoras de câncer na cabeça e no pescoço, tendo como metodologia um referencial para subsídios na organização, identificação e criação de diagnóstico de Enfermagem.

METODOLOGIA

 O estudo será prospectivo descritivo de natureza qualitativa para que se possa avaliar o diagnóstico de Enfermagem em clientes portadores de câncer na cabeça e no pescoço.

Este estudo é descritivo, pois este tipo de pesquisa proporciona a observação, descrição e classificação de fenômenos, como encontramos em Polit e Hungler (1995, p14).

“O principal objetivo de muitos estudos de pesquisa, em Enfermagem, é a descrição de fenômenos relativos à profissão. O pesquisador que realiza uma investigação descritiva observa, descreve e classifica. Estudos descritivos podem ter grande valor à Enfermagem”.

 Através desta, consegue-se analisar a profundidade de cada informação, para descobrir possíveis ocorrências ou contradições sobre a prática ambulatorial da consulta de Enfermagem realizada por enfermeiros a clientes oncológicos e utilizando fontes diversas.

O estudo foi realizado nos consultórios do Ambulatório de Enfermagem dirigido aos clientes portadores de câncer na cabeça e no pescoço de um hospital público especializado em oncologia e o único no estado do Rio de Janeiro atuando no tratamento de câncer de cabeça e pescoço.

 Considera-se relevante o instrumento de coleta de dados criado para identificar os diagnósticos de Enfermagem e permitir agilidade durante a consulta de Enfermagem realizada no espaço ambulatorial (anexo A), este por sua vez, foi aplicado de julho a dezembro de 2008 para 254 clientes com matrículas abertas na clínica, dentre estes 160 são do sexo masculinos (63%) e 95 são do sexo feminino (37%).

Os sujeitos do estudo são os clientes atendidos no local supracitado, a partir do cumprimento do que determina a resolução CNS 196/96, que regulamenta a pesquisa com seres humanos.

REFERêNCIAS BIBLIOGRÁFICAs

ALFARO-LEFEVRE, R. Aplicação do processo de enfermagem:  um guia passo a passo, 4. ed. Porto Alegre:  Artmed, 2000, 281p.

BRASIL, Leis, Decreto etc. Lei n°7498, de 25 de junho, 1986.  Diário Oficial da União.   Brasília, 26 / jun. Seção 1, p. 9274.

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM (Coren).  Resolução Cofen nº 272/2002, de 27 de agosto de 2002.  Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem – SAE – nas Instituições de Saúde Brasileiras.  Belo Horizonte, 2003, v.9, nº 1, p. 81 - 83, set. 2003.

HORTA,W.A. Processo de enfermagem  – São Paulo: EPU, 1979.

POLIT, D.F.; HUNGLER, B. P. Fundamentos de pesquisa em enfermagem. trad. Regina Machado Garcez. * 3. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

SANTOS,I.et al. Enfermagem assistencial no Ambiente Hospitalar: realidade, questões, soluções. São Paulo: Editora Atheneu, 2005. – (Série Atualização em Enfermagem; v. 2).

TANNURE, Meire Chucre SAE, Sistematização da Assistência de Enfermagem: guia prático. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.


Palavras-chave


enfermagem; diagnóstico de enfermagem; bem-estar; consulta de enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2010.v0i0.%25p 

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Novas regras para submissão de artigos na RPCFO a partir de 01/07/2018. Clique aqui.

O atendimento telefônico da secretaria funciona de 06:00 as 09:00, de segunda a sexta feira.

 

        

Crossref Metadata User Badge