TAXAS DE INFECÇÃO HOSPITALAR EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL

Autores

  • Waleska de Oliveira Bittencourt
  • Renata Oliveira Souza de Lima
  • Rose Brandão Honório Unirio
  • Jéssica Louise da Silva Barbosa UERJ

DOI:

https://doi.org/10.9789/2175-5361.2009.v1i1.%25p

Palavras-chave:

Enfermagem, Neonatologia, Infecção Hospitalar, Unidades de Terapia Intensiva

Resumo

Trata-se de uma pesquisa descritiva quantitativa que teve o seguinte objetivo: identificar as taxas de infecção hospitalar relacionadas ao trato vascular em recém-nascidos hospitalizados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de um Hospital Universitário localizado no estado do Rio de Janeiro no período de 2005 a 2007. A amostra foi constituída todos os recém-nascidos internados em 2005 e 2007. Os resultados indicaram que, embora a taxa de infecções hospitalares em 2007 seja menor que no ano de 2005, a proporção de infecções relacionadas ao trato vascular sofreu um discreto aumento considerando as demais topografias. Embora a educação continuada seja empregada na unidade, acredita-se que fatores como a alta rotatividade de profissionais e o uso de mais cateteres venosos centrais na rotina reduzam sua efetividade. Desta forma, foram elaboradas algumas propostas para a redução das infecções hospitalares na unidade estudada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Waleska de Oliveira Bittencourt

Especialista em Enfermagem Neonatal (Unirio) e em Enfermagem Pediátrica (HUPE/UERJ)

Renata Oliveira Souza de Lima

Especialista em Enfermagem Neonatal (Unirio) e em Enfermagem Pediátrica (HUPE/UERJ)

Rose Brandão Honório, Unirio

Especialista em Enfermagem Materno-Infantil (IFF/Fiocruz) e Mestre em Enfermagem (EEAP/Unirio)

Jéssica Louise da Silva Barbosa, UERJ

Especialista em Enfermagem Neonatal (Unirio). Especialista em Enfermagem Pediátrica (HUPE/UERJ). Mestranda em Enfermagem (FENF/UERJ)

Downloads

Publicado

2009-05-01

Como Citar

1.
Bittencourt W de O, Lima ROS de, Honório RB, Barbosa JL da S. TAXAS DE INFECÇÃO HOSPITALAR EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) [Internet]. 1º de maio de 2009 [citado 15º de junho de 2024];1(1). Disponível em: https://seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/279

Edição

Seção

Experience Report

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Plum Analytics